Atenção Básica: A porta de entrada do Sistema de Saúde/SUS




  • A Atenção Básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação e a manutenção da saúde. É desenvolvida por meio do exercício de práticas gerenciais e sanitárias democráticas e participativas, sob forma de trabalho em equipe, dirigidas a populações de territórios bem delimitados, pelas quais assume a responsabilidade sanitária, considerando a dinamicidade existente no território em que vivem essas populações.

    É a porta de entrada e o contato preferencial dos usuários com os sistemas de saúde (SUS). Orienta-se pelos princípios da universalidade, da acessibilidade e da coordenação do cuidado, do vínculo e continuidade, da integralidade, da responsabilização, da humanização, da equidade e da participação social.

    A Atenção Básica considera o sujeito em sua singularidade, na complexidade, na integralidade e na inserção sociocultural e busca a promoção de sua saúde, a prevenção e tratamento de doenças e a redução de danos ou de sofrimentos que possam comprometer suas possibilidades de viver de modo saudável.

    A Atenção Básica tem o Programa de Saúde da Família – PSF - como estratégia prioritária para sua organização de acordo com os preceitos do Sistema Único de Saúde.

    A Atenção Básica tem como fundamentos:

    I - possibilitar o acesso universal e contínuo a serviços de saúde de qualidade e resolutivos, caracterizados como a porta de entrada preferencial do sistema de saúde, com território adscrito de forma a permitir o planejamento e a programação descentralizada, e em consonância com o princípio da equidade;

    II - efetivar a integralidade em seus vários aspectos, a saber: integração de ações programáticas e demanda espontânea; articulação das ações de promoção à saúde, prevenção de agravos, vigilância à saúde, tratamento e reabilitação, trabalho de forma interdisciplinar e em equipe, e coordenação do cuidado na rede de serviços;

    III - desenvolver relações de vínculo e responsabilização entre as equipes e a população adscrito, garantindo a continuidade das ações de saúde e a longitudinal idade do cuidado;

    IV - valorizar os profissionais de saúde por meio do estímulo e do acompanhamento constante de sua formação e capacitação;

    V - realizar avaliação e acompanhamento sistemático dos resultados alcançados, como parte do processo de planejamento e programação;

    VI - estimular a participação popular e o controle social.


Veja Também


  • fev

    Deputado Carlão Pignatari participa da assinatura de decreto que desonera setor sucroenergético

    O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) participou, na manhã desta ...

    leia na íntegra

  • mai

    Sebastianópolis do Sul recebe kit horta educativa

    O Fundo Social de Solidariedade de Sebastianópolis do Sul, por meio da ...

    leia na íntegra

  • abr

    Sebastianópolis terá horta educativa

    N a última semana a 1ª dama de Sebastianópolis do Sul, Evanir Trindade M...

    leia na íntegra

Últimos Eventos


  • fev

    Shows sertanejos agitam comemoração de aniversário em Sebastianópolis do Sul

    No último dia 27 de fevereiro, o Show com Divino & Donizete levantou a galera que cantou e divertiu junto com dupla o tempo todo, teve a entrega de uma viola profissional para a pessoa mais animad...

    saiba mais

  • fev

    Baile de Aniversário

    E no sábado à noite dia 28 realizou também um grandioso Baile de Aniversário com um grande público mais de 2 mil pessoas de todas as idades estiveram presentas e não deixou a desejar e se divertiram m...

    saiba mais

  • fev

    1ª Etapa do Circuito Interior Paulista de Motocross de Sebastianópolis do Sul

    A Prefeitura com apoio da Câmara Municipal de Sebastianópolis do Sul fechou contrato com a Eterno Promoções e Eventos e realizou uma grande festa em comemoração aos 51 anos de Emancipação Política Adm...

    saiba mais